Como Kusama Funciona

Polkadot e Kusama são redes sinérgicas que compartilham a mesma tecnologia, construída em Substrate. Todas as implementações que um dia estarão funcionais na Polkadot passam antes pela Kusama.

Enquanto Polkadot é calibrada para estabelecer um padrão de segurança ainda mais robusto, Kusama prioriza velocidade, performance e experimentação.

Por conta disso ela também é uma rede ideal para receber aplicações que vão exigir mais desses recursos e também projetos que estão ainda estão passando por provas de conceito.

Inovação x Valor de Mercado

Desta forma podemos entender Kusama como um playground para inovação. Por ser uma rede canário, ela possui real valor de mercado, ao contrário da Rococo (que é usada como rede de testes para projetos que serão implementados na Kusama e, se for este o caso, posteriormente em Polkadot).

Através desse sequenciamento, o ecossistema Polkadot cria uma forte confiabilidade para suas aplicações. Uma vez que elas passam por várias etapas sucessivas de testes e auditorias até atingir a maturidade necessária.

1.0 ou 2.0?

Outra vantagem desta abordagem é oferecer duas versões do mesmo projeto para usuário final. Enquanto em Polkadot estarão versões mais estáveis que passaram por todo esse processo, em Kusama estarão as funcionalidades mais avançadas, em estágio para testes de mercado, ajuste fino e auditorias finais.

Infográfico

Para entender como isso funciona por dentro, desenhamos esse infográfico abaixo. Vamos em frente?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.